Live 005: Espiritualidade, linguagem e gênero

Alô, alô, pessoal! Mais uma live confirmada!

Dessa vez vamos falar sobre com a as questões de gênero atravessam, se fortalecem ou são questionadas dentro de correntes que tem o metafísico como base de operação – sejam elas hegemônicas ou não. Para discutir sobre esse tema, vamos receber Laís Guerra, mulher preta, Gestora de RH, minha irmã de sangue e parceira de vida e de estudos sobre espiritualidade. Como eu sou suspeito para falar dela, Meg Heloise, que já pintou por aqui na nossa primeira live da página, se encarregou de descrevê-la e eu assino embaixo:

Laís é arteira, inquieta. Ora água tranquila, ora correnteza. Nunca poça d’água. Tudo nela é movimento. E tudo perto dela se movimenta também.

Laís é o braço acolhedor do outro lado da margem após uma longa travessia. E isso é sobre um ritual de parceria, porque ela é de mergulhar junto.

Laís é a referência de aquilombamento e da ética do afrocentrismo. Isso não faz dela uma estrela, mas um farol que nos guia rumo ao sul.
É que Laís compreende o afeto como ato político-poético e faz disso agência para o bem-viver, fortalecimento dos laços e reafirmação da humanidade do povo preto. Não é só sobre a estética da sensibilidade, é sobre se localizar no mundo e compreender que “tudo que nós tem é nós”. O afeto é a sua bandeira de revolução.

Laís, água-negra, recusa sobejos. Tem sede do mundo e sai de boca aberta pro céu quando é dia bonito pra chover.

Tudo em Laís lembra a força das yabás. Olhar firme, palavras certeiras, lucidez e foco. Quando ela fala, eu sento para aprender. Sua benção!?

Vem com a gente! A live vai ser no Sábado 12/12/2020 às 19h, na nossa página do Instagram @falaquenemhomem.

Para não esquecer, é só clicar em um dos botões abaixo para colocar ela na agenda do celular e configurar o lembrete para quando você quiser.

Até lá! 😀

Data

dez 12 2020
Expired!

Tempo

7:00 pm - 8:00 pm

Custo

Grátis